Juventude e Ceará ficam no 0 a 0 e chegam a seis jogos sem vitória no Brasileirão

Em um confronto direto na luta contra o rebaixamento, Juventude e Ceará ficaram no 0 a 0 na tarde deste sábado, no Alfredo Jaconi, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na estreia do técnico Jair Ventura, o time gaúcho contou com Sorriso inspirado e teve as melhores chances da partida, mas parou no goleiro João Ricardo ou nos próximos erros na hora de finalizar. O Vovô passou o primeiro tempo todo sem chutar no gol de Douglas e teve oportunidades de matar o jogo na segunda etapa, com Erick, só que também não foi efetivo na conclusão. As duas equipes chegam a seis jogos sem vitória no campeonato e seguem ameaçadas pelo Z-4, mas o empate é o suficiente para tirar o Juventude momentaneamente da zona de perigo.

Classificação

O Juventude chega a 29 pontos e ganha duas posições na tabela. O time de Caxias do Sul é o agora o 15º colocado, à frente do Santos, que foi derrotado pelo América-MG neste sábado. Já o Ceará se mantém em 14º, com 32 pontos, e mantém a vantagem de três pontos para o time gaúcho. Confira aqui a tabela completa.

Próximos jogos

O Ceará volta a campo na próxima quarta-feira (27). O Vovô visita o Bahia, na Arena Fonte Nova, em jogo atrasado pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Bahia é também o próximo rival do Juventude, mas pela 29ª rodada. O confronto ocorre no sábado (30), às 19h15, no Alfredo Jaconi.

Segundo tempo

Tiago Nunes fez duas mudanças no intervalo. O Ceará conseguiu reter um pouco mais a bola no início do segundo tempo, mas seguiu sofrendo nos cruzamentos. Aos 9 minutos, Jadson cruzou da direita, Sorriso – sempre ele – apareceu livre atrás da zaga e cabeceou para outra boa defesa de João Ricardo. O Vovô chegou pela primeira vez aos 16 minutos, em dose dupla. Mendoza cruzou da linha de fundo, a bola passou por Cléber e sobrou para Erick chutar. Douglas espalmou e, no rebote, Erick acertou a rede pelo lado de fora.

Jael teve outra boa chance para os visitantes aos 29, em chute rasteiro de fora da área que obrigou Douglas a espalmar para escanteio. Aos poucos, o Juventude foi perdendo força ofensiva, mas melhorou a partir da entrada de Paulinho Boia. O atacante quase marcou aos 39, após invadir a área e chutar cruzado, com perigo. Ele também reclamou de pênalti ao ser derrubado dentro da área por Messias aos 46, mas a arbitragem entendeu que não houve falta. O Alviverde buscou a vitória até o fim e teve mais uma chance aos 48. Castilho chutou rasteiro e Sorriso desviou, mas João Ricardo salvou de novo e manteve o placar zerado.