Palco das finais de Libertadores e Sul-Americana, Uruguai define regras para entrada de turistas

O Governo do Uruguai divulgou nesta quinta-feira as regras sanitárias que o país vai adotar a partir de 1° de novembro, data prevista para a reabertura das fronteiras uruguaias. No fim do mês que vem, a cidade de Montevidéu será palco das finais da Copa Sul-Americana e da Libertadores.

Remo Monzeglio, subsecretario de Turismo, informou que será obrigatória a vacinação contra Covid-19 para a liberação de turistas, além de um exame do tipo PCR de no máximo 72 horas. Serão necessários também uma declaração informando documentos e um novo exame PCR no sétimo dia após a realização do primeiro.

De acordo com o Governo do Uruguai, todas as vacinas serão aceitas. A entrada no país sul-americano será liberada somente para quem atender todas as exigências sanitárias locais. Não haverá necessidade de quarentena.

Montevidéu vai receber torcedores de Athletico-PR e Red Bull Bragantino na semana do dia 20 por causa da final da Sul-Americana. Depois, no dia 27, será a vez de Palmeiras e Flamengo se enfrentarem valendo o título da Libertadores.

Nesta semana, a Conmebol divulgou informações sobre a venda de ingressos para as finais brasileiras. Os bilhetes mais baratos da Sul-Americana custarão US$ 100 (cerca de R$ 555), e os da Libertadores custarão a partir de US$ 200 (cerca de R$ 1.100). A carga total será de 20 mil entradas para cada partida. (Globo Esporte)