Mais maturo com mudanças, Cuiabá cresce e fica perto do objetivo na Série A

Em seu primeiro ano na elite do futebol brasileiro, o Cuiabá mostra maturidade, evolui dentro do jogo e supera as adversidades.  O rebaixamento se tornou improvável para o Dourado, hoje na nona colocação e a apenas 10 pontos de confirmar a permanência, faltando ainda 12 rodadas. A análise é do comentarista Olímpio Vasconcelos para o GE. Confira:

Por trás de tudo, está o comandante Jorginho. Sem medo de mudar, o técnico fez alterações no segundo tempo e garantiu os três pontos contra o Sport. O jogo contra o Leão era tratado como final de Copa do Mundo internamente. Não poderia ser diferente. O Cuiabá não vencia há cinco jogos e a zona de rebaixamento se aproximava. Os próximos adversários são, nada mais nada menos, que Flamengo e Atlético-MG. Sem a vitória diante do Sport, a situação realmente poderia se complicar.

O Cuiabá não começou bem. O Sport também não gosta da bola e a entregou ao Cuiabá. Com 60% de posse de bola no primeiro tempo, o Dourado pouco construiu. Maílson não trabalhou nos primeiros 45 minutos. O Sport, por merecimento, chegou a marcar o gol com o meia Gustavo, mas foi anulado corretamente – impedimento do Marcão.

O erro grande do Marcão no lance salvou o Cuiabá, que falha na marcação ao não dar combate no Gustavo. O meia do Sport ficou livre por um bom tempo sem ninguém pra pressioná-lo. Este gol mudaria a história do jogo.

Na volta do intervalo, o Cuiabá mudou a postura. Logo no primeiro minuto Clayson finalizou de fora da área. Maílson pegou. Clayson foi quem mais tentou pelo lado do Dourado – 4 chutes a gol. Clayson, apesar de ser dúvida para o jogo, entrou como titular. Mas vieram do banco de reservas quem decidiu…

Elton e Felipe Marques foram decisivos. Jorginho queria a vitória e mudou o time em busca disso. Tirou Camilo, Pepê e Jenison, para entradas de Felipe Marques, Cabrera e Elton. O técnico recuou o Max para volante, e deixou Felipe Marques e Clayson abertos. Cabrera mais centralizado conseguiu dar dinâmica ao time e participou ativamente no pênalti sofrido por Felipe Marques. Elton assumiu a responsabilidade e marcou o gol.

Antes do gol, Felipe Marques já teve uma chance clara de gol, que o Sabino do Sport tirou em cima da linha. Após este lance, o Cuiabá pressiona, rouba a bola ainda no campo de ataque e Felipe sofre o pênalti. Trabalho coletivo no pós perda rendeu frutos.

Após o gol, que saiu aos 22 minutos, o Cuiabá pouco sofreu defensivamente. Foram apenas quatro finalizações no primeiro tempo e ao fim da partida 15. O time evoluiu durante o jogo, mostrou maturidade e conquistou vitória de time grande.

A zona de rebaixamento vai ficando cada vez mais longe. Com o fim da 26ª rodada, a distância é de sete pontos. O principal objetivo do clube de permanecer na Série A do Brasileiro vai se concretizando. Não está sendo sorte. O desempenho do time é satisfatório e Jorginho tem o mérito de não se apegar tanto às suas convicções. Se não está dando certo ele muda. Somente com a mudança a vitória foi possível. (Olímpio Vasconcelos/GE)